Dieta Cetogênica – Como Fazer, Passo a Passo, Alimentos Permitidos

Quem conhece pelo menos um pouquinho sobre nutrição sabe que os carboidratos são os responsáveis pela base de qualquer dieta. Através deles, temos energia para os afazeres do dia a dia e até mesmo para o corpo preservar a integridade dos músculos.

Porém, pense comigo: o que acontece quando deixamos de colocar o carboidrato como a base de uma dieta, a primeira coisa que acontece é que o corpo vai retirar a energia a partir dos músculos, causando o catabolismo. Isso impede o crescimento muscular, mas ajuda sim a emagrecer.

Porém, vamos adicionar mais uma observação nessa matemática corporal: e o que acontece se ingerimos, como fonte de energia, gordura ao invés dos carboidratos? O resultado disso é a chamada dieta cetogênica.

Resultados da Dieta Cetogênica?

Em média, uma pessoa pode perder até 1 kg por dia trocando na base da pirâmide alimentar os carboidratos por gorduras.

Falamos em média, pois há um ponto muito importante que sempre precisa ser lembrado: cada corpo é único, e a quantidade de músculos, de gordura e o metabolismo da pessoa influenciam nessa perda.

Porém, através da dieta cetogênica, o que fazemos é mudar a fonte de energia básica utilizada pelo corpo para se manter funcionando.

Se em uma dieta normalmente mantemos carboidratos de fácil digestão, na dieta cetogênica substituímos esses carboidratos por gorduras de fácil digestão, o que aumenta um pouco o número de calorias ingeridas, mas também aumenta proporcionalmente o número de calorias perdidas diariamente.

Com essa prática, existem pessoas que conseguem secar incríveis 5 kg em dois dias de dieta cetogênica e, embora não seja o padrão, serve de base para saber até onde você pode chegar.

Gordura Faz Parte da Dieta Cetogênica?

Como em qualquer dieta, é claro que há uma série de alimentos que são restritos na dieta cetogênica. Embora você precise abastecer seu corpo com gordura, não é comendo um sanduíche com dois hamburguers que isso vai acontecer.

Seu corpo vai tirar a energia da gordura que você já tem e da gordura que será ingerida, portanto, o ideal é deixar que a gordura ruim utilizada pelo corpo seja a que já está em você, naqueles pneuzinhos a mais.

Ao realizar a dieta cetogênica, você pode ingerir: ovos, carne vermelhas e até mesmo embutidos, mas isso não significa que pode ingerir tudo a vontade.

A base de qualquer dieta é a moderação, portanto, aprender a comer e praticar o autocontrole são a chave para ver os resultados diários oferecidos pela dieta cetogênica.

Então a dica é ficar longe de massas, arroz, feijão, farinha de trigo e batata, e se manter perto de queijos, derivados do leite, carnes em geral, azeite e os já citados embutidos.

Por Que Fazer uma Dieta Cetogênica?

A dieta cetogênica é especialmente interessante para quem não gosta das restrições das dietas tradicionais. Com ela, nos abrimos para outros pratos, e aumentamos a possibilidade de alimentos que podem ser ingeridos.

Dessa forma, o que podemos perceber é que na dieta cetogênica encontramos as ferramentas necessárias para “driblar” as dificuldades encontradas nas dietas mais comuns, que envolvem um cardápio normalmente restrito e uma alimentação com poucas calorias diárias.

Como a gordura é responsável por dar a sensação de “matar a fome”, a dieta cetogênica também acaba causando um pouco menos de ansiedade do que a maioria das outras dietas causa.

Na dieta cetogênica, a maior restrição é com o trigo, e tudo que é tradicionalmente feito com ele acaba se afastando do dia a dia. Quando se aprende essa lição e se acostuma com essa prática, a dieta cetogênica acaba se tornando ainda melhor.

Porém, vale mencionar que, para essa dieta, a bebida alcoólica está proibida, ou liberada em pequenas quantidades semanais.

Mas para esclarecer melhor os alimentos permitidos na dieta cetogênica, vamos nos aprofundar no assunto.

Alimentos Perfeitos para a Dieta Cetogênica

A maioria dos ingredientes são utilizados com muita restrição em qualquer outra dieta, mas na dieta cetogênica é diferente, e eles são a base do que é consumido diariamente.

São eles: Carnes, Peixes, Ovos, Embutidos, Azeites, Óleos, Manteiga, Queijos, Iogurtes, Amendoim, Castanha, Avelã, Maionese e mostarda.

Além destes itens citados, frutas, legumes e verduras podem ser utilizados de maneira irrestrita.

E nesse sentido, até os alimentos verdes devem ser limitados. 10 brotos de brócolis, por exemplo, já têm mais calorias do que você precisa consumir em uma só refeição, e mesmo sendo bons para a saúde, provam que o exagero pode ser negativo para perder peso.

Para não se perder nos alimentos verdes, concentre-se em manter a proporção de até 4 porções diárias desses alimentos, podendo ser frutas, legumes e verduras em uma proporção igual à utilizada normalmente, que podem ser alternadas entre as refeições ou até mesmo substituir uma refeição ou outra.

Alternando a Dieta Cetogênica com Outras Dietas

Qualquer pessoa que já tenha feito uma dieta sabe que a base do sucesso é a moderação. Mesmo as dietas mais restritivas são mantidas por um determinado período, para não prejudicar o organismo.

Pensando nisso, muitos nutricionistas já têm planejado um tipo de programação chamada de dieta cíclica, ou seja, feita durante alguns dias, depois parada por alguns dias e feita novamente.

É quase como se a pessoa tivesse um período de recompensa após um determinado período de dieta, semelhante ao “cheat day” utilizado principalmente em dietas de ganho de peso.

Nessas dietas cíclicas, poucas oferecerão mais vantagens do que a dieta cetogênica. Com ela, é possível manter 5 dias de cardápio restrito de carboidrato e 2 ou 3 dias de abertura de cardápio.

Percebe que 5+2 fecham 7 dias? Pois é justamente isso que faz a dieta cetogênica tão especial: sua capacidade de se manter constante e ainda permitir escapadas nos finais de semana, uma grande dificuldade de várias outras dietas.

Mas não pense que tudo está liberado. Nesses dois dias, é permitido o consumo de pão, arroz, feijão, macarrão e até de pizza ou hambúrguer, mas a bebida alcoólica ainda assim deve ser evitada.

Dieta Cetogênica para Ganhar Músculo

O jeito mais fácil de perder gordura é ter músculos para consumir energia. Durante o processo de hipertrofia, a dieta cetogênica também ajuda, pois contribui para que a pessoa veja os músculos mais definidos em menos tempo.

Ao trocar os carboidratos pelas gorduras, você está gerando uma nova fonte de energia, o que, combinado à proteína que também está sendo ingerida, equilibrando os níveis de glicose e desenvolvendo a estrutura do corpo como um todo.

Ou seja, com uma dieta cetogênica, o corpo desenvolve os músculos de maneira mais uniforme, ajudando no ganho de massa magra mesmo nos dias em que não são trabalhados determinados grupos musculares.

E com essa vantagem, a dieta cetogênica acaba se tornando vantajosa para as pessoas, mesmo em dietas de ganho de peso, pois nesses casos a pessoa não adquire barriga por conta do carboidrato, muito menos se sente tão empanturrado de tanto comer.

Em uma dieta cetogênica, até o aumento de calorias consumidas pode ser feita de maneira mais linear, provando que essa também é a dieta certa para quem pretende não só emagrecer, como também ganhar massa muscular e ver resultados mais rápidos.

Se você gostou deste artigo e acredita que ele pode ajudar outras pessoas, compartilhe nas redes sociais abaixo. (Facebook, Twitter, Google Plus, WhatsApp)

Péssimo!Ruim!Regular!Bom!Ótimo! (147 Votos, Média: 4,86 de 5)

Loading...